Cade a obra do Quarto Lote do acesso ao Aeroporto?

Quarto Lote

Em Abril de 2016, publicamos sobre o status das obras de acesso ao Sul da Ilha – O quarto lote, que até aquele momento ainda não se via qualquer indício de uma nova rodovia.

E até hoje ainda continuamos na espera pelo início da obra que da acesso ao Aeroporto e deveria ter sido entregue em 2015.

Todas as obras de acesso ao Sul da Ilha estão encaminhadas para a conclusão, mas o Quarto Lote (Lote 01B) continua sendo a única obra que ainda não foi iniciada e está sem um edital lançado, dependendo da liberação do ICMBio.

O governador Raimundo Colombo esteve em Brasília na última quinta-feira (24) solicitando ao presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, alguns ajustes no traçado da obra deste trecho. Na nova proposta, o traçado margearia o mangue em vez de passar por áreas ocupadas por residências, diminuindo assim o custo de R$ 100 milhões a mais que estavam previstos no traçado original por conta de desapropriações.

Após a liberação do ICMBio, a obra que propõe a construção de uma galeria do rio Fazendinha até o viaduto, contornando o loteamento Santos Dumont, deve levar 12 meses para ser concluída, tendo um custo de R$ 5 milhões.

Situação dos outros trechos:

Com um total de quatro lotes da obra, dois já estão 85% concluídas, mas a entrega deve ficar para o primeiro semestre de 2018.

Lote 01A (PML Construções)

Compreende a duplicação da avenida Diomício Freitas a partir do trevo da Seta até o acesso à Ressacada. Está 85% finalizado. Falta fazer o prolongamento da ponte, viaduto e desapropriação de sete casas, um supermercado e uma oficina. A obra começou em agosto de 2015 e deve estar pronta em fevereiro de 2018. Custo: R$ 23,130 milhões.

Lote 02A (PML Construções)

Começa depois do trevo de acesso à SC-405 e vai até o novo terminal de passageiros, passando pelo rio Fazendinha. Está 85% finalizado. Falta adaptar o antigo acesso à Tapera. A obra começou em outubro de 2015 e deve ser finalizada em março de 2018. Custo: R$ 28,362 milhões.

Lote 03B (MLA Construções)

Envolve construção de viadutos, galerias e elevação e ampliação da ponte do rio Tavares. As pontes dos rios Tavares e Fazendinha estão finalizadas. Falta fazer a reforma da ponte velha. Custo: R$ 5 milhões.

Fonte: ND Online.

Redação Ducampeche.