Desapropriações liberadas? - Obras de novo acesso ao Sul da Ilha

Após ficar paralisada por meses, como já explicamos aqui no Portal, a área onde está sendo realizada a obra que irá desafogar o trânsito do Sul da Ilha foi separada em quatro partes pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra). O primeiro lote é o trecho que vai do Trevo da Seta até o estádio do Avaí, onde as desapropriações, que foram feitas em uma área de terrenos sem escrituras e numa área coberta por mangues, já estão acertadas. Acreditamos que é sobre isso que o Governador, Raimundo Colombo, se referiu na coletiva de imprensa realizada no último dia 02 de maio, que ocorreu no canteiro de obras do Elevado do Rio Tavares.

Isso porque, ao contatar a Associação de Moradores e Amigos do Carianos (AMOCAR), o fato é outro. Proprietários de terrenos no loteamento Santos Dumont, criado em 1959, onde todos os lotes, sem exceção, possuem escritura pública no Registro de Imóveis, área por onde passará o quarto lote da obra, não receberam qualquer notificação sobre possíveis indenizações. No projeto desta nova rodovia, cerca de 191 lotes seriam ocupados, todos com dono. Outro fator de apreensão entre os proprietários é o fato de o ICMBio querer transformar 289 lotes em área de preservação. No total este seria um gasto de pelo menos R$ 87 milhões em indenizações.

Será que o Governador não levou isso em conta ao declarar que "não há nenhum impedimento para entregar (a obra) no prazo"? Como isso poderia acontecer se as obras do 1B, o quarto lote, não foram sequer licitadas? O Deinfra precisa de uma licença que deve ser enviada pelo ICMBio e Ibama, que ainda não sabem ao certo qual o melhor traçado fazer em relação às desapropriações. Obras entregues em tempo recorde? Esperamos que sim, mas vamos esperar até 2017 para ter certeza!

Nossa equipe entrou em contato com a assessoria do governador que disse para entrarmos em contato com o Deinfra, mas não tivemos retorno das ligações do Departamento.

 

Da Redação DuCampeche

Contato Pedrone: (48) 9813-5692 | contato@pedronevideos.com.br